Jecica Fraga

"Meu objetivo como professora, é ensinar e dar a experiência necessária, para novos cantores."

Minha Biografia

A cantora e professora Jecica Fraga iniciou sua trajetória no mundo da música ainda muito jovem, com apenas 4 anos de idade já demonstrava aptidão para a música. Apoiada por sua família aos 6 anos começou a encantar o público dos festivais locais do Paraná, estado onde nasceu. Não demorou muito e Jecica ganhou seu primeiro festival na cidade de Dois Vizinhos-PR. Dali em diante a jovem sonhadora nunca mais conseguiu se afastar da música, ela já fazia parte de si.

Modalidaes

Formas de Aula

Aula Online

Esse modelo, é pra você que mesmo longe, sonha em fazer aulas, em aprender com a melhor do Mato Grosso.

Nossas aulas online são flexíveis e adaptadas ao seu ritmo e horário. Com a comodidade de estudar em casa ou em qualquer lugar que preferir, você terá a oportunidade de explorar novos conceitos e expandir seus horizontes acadêmicos sem precisar se preocupar com deslocamentos ou trânsito.

Workshop

Esse modelo de aulas, seria aulas em grupo presencial ou online.

Nossos workshops são projetados para proporcionar experiências práticas e envolventes, focadas em temas relevantes e inspiradores. Quer você esteja buscando aprimorar habilidades profissionais, explorar novas áreas de interesse ou simplesmente deseje expandir seu repertório de conhecimentos, nossos workshops oferecem o ambiente perfeito para você se desenvolver.

Aula Presencial

Esse modelo é pra você que quer aprimorar o máximo em o mínimo de tempo, são aulas presenciais e individual.

Nossas aulas serão realizadas em um ambiente acolhedor e estimulante, proporcionando interação direta, troca de ideias e debates enriquecedores. Além disso, a proximidade nos permitirá construir um relacionamento mais próximo, possibilitando uma abordagem personalizada em seu processo de aprendizagem.

Studio Jecica Fraga – Técnica Vocal Idealizado pela cantora e proprietária Jecica Fraga, vem realizando o sonho dos cantores, a ter a voz saudável, resistente e potente, a cantora que estuda Técnica Vocal a mais de 20 anos, se apaixonou pela didática e pela ciência da voz.

O Studio é especializado em voz, por isso adquirimos todos os equipamento do momento, para agilizar tudo que o cantor precisa, como: som e microfone, Repiron, Shaker, Lax vox, Audiovoicer, MidVox, Nebolizador, nossos alunos tem o Kit do Cantor, o qual ajuda seus estudos em casa, sendo que trabalhamos no aluno Rotina Musical, Venha conhecer nosso espaço, e se apaixonar pela sua própria voz.”

Conheça

Alunos(as) do Studio Jecica Fraga

Imagem do WhatsApp de 2023-05-08 à(s) 14.31.43
Imagem do WhatsApp de 2023-05-08 à(s) 14.57.17
Imagem do WhatsApp de 2023-05-08 à(s) 16.02.38
Imagem do WhatsApp de 2023-05-09 à(s) 08.23.55
Imagem do WhatsApp de 2023-05-09 à(s) 08.24.00
Imagem do WhatsApp de 2023-05-09 à(s) 08.24.05
Imagem do WhatsApp de 2023-05-09 à(s) 16.51.25
Imagem do WhatsApp de 2023-05-11 à(s) 13.01.33
Imagem do WhatsApp de 2023-05-11 à(s) 08.55.27
Imagem do WhatsApp de 2023-05-11 à(s) 15.04.23
Imagem do WhatsApp de 2023-05-12 à(s) 12.57.48
Imagem do WhatsApp de 2023-05-23 à(s) 09.03.49

Será que consigo?

Perguntas e Respostas

A voz é a forma de comunicação mais utilizada pelo homem.

Por isso, quando ela sofre alguma alteração ou quando não está de acordo com as características esperadas para o sexo, faixa etária e a demanda vocal, a qualidade de vida do indivíduo pode ser afetada. Para determinado grupo de pessoas uma alteração vocal pode comprometer o exercício profissional. Nesse sentido, denominamos profissionais da voz aquelas pessoas que dependem da voz para exercer sua profissão. A esses indivíduos, a saúde vocal é de extrema importância. As perguntas e respostas abaixo foram desenvolvidas especialmente aos profissionais da voz, no sentido de informá-los e orientá-los a respeito de como cuidar melhor da voz.

São consideradas profissionais da voz todas as pessoas que dependem dela para realizarem seu trabalho, ou seja, pessoas que em situações de rouquidão ou afonia (perda da voz) ficam impossibilitadas de exercerem suas tarefas. Dubladores, professores, cantores, atores, telejornalistas, operadores de telemarketing, locutores e radialistas são alguns dos exemplos de profissionais da voz.

Apesar de limitarem ou até mesmo impedirem o trabalho do profissional da voz, legalmente os distúrbios vocais não são considerados doenças ocupacionais. Algumas entidades sindicais de profissionais da voz e órgãos de classe da área da saúde, como a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa), têm trabalhado na elaboração de um documento a ser encaminhado ao Ministério da Saúde para que se reconheça o distúrbio vocal associado ao trabalho como uma doença ocupacional.

Procure usar a voz de maneira mais suave, mais baixa (mas sem sussurrar) e articular bem as palavras. Se possível, adapte suas atividades de trabalho, tentando poupar ao máximo a voz, ou seja, usá-la apenas quando necessário. Beba água com frequência e, quando possível, procure descansar a voz. Lembre-se que rouquidão não é normal e que, caso ocorra por mais de uma semana ou de forma frequente, deve ser avaliada pelo fonoaudiólogo e pelo médico otorrinolaringologista.

O envelhecimento vocal varia de pessoa para pessoa. Profissionais da voz que fazem exercícios vocais adequados às suas atividades e cuidam da saúde geral podem sentir os efeitos do envelhecimento vocal mais tardiamente. Dessa forma, pessoas que cuidam da saúde vocal ao longo da vida, aumentam a longevidade de sua voz.

Não. O aquecimento vocal não é feito por meio de ingestão de qualquer substância e sim por meio de exercícios vocais. Após a ingestão de qualquer bebida alcoólica, a sensibilidade do corpo, inclusive no que se refere à produção da voz, é alterada. O que ocorre é que a pessoa não sente o esforço vocal enquanto está sob o efeito da bebida e tende a cometer abusos como gritar, falar demasiadamente, e falar em intensidade (volume) elevada. As consequências desse abuso só serão percebidas quando o efeito do álcool passar.

Sim. Roupas e adereços podem influenciar e até mesmo alterar a voz. Orienta-se evitar roupas ou adereços apertados na região do pescoço e da cintura, pois eles podem causar danos para a respiração e para a voz. Colares, lenços e colarinhos apertados no pescoço também pressionam a laringe, onde se localizam as pregas vocais (“cordas vocais”).

O ideal é que sejam feitos exercícios de aquecimento vocal, sempre com orientação fonoaudiológica. Tente manter a postura corporal ereta e relaxada, além de modificar sua voz de acordo com as diferentes situações de comunicação, variando o tom (fino e grosso) e o volume (fraco e forte). Procure fazer intervalos ao longo do dia para descansar sua voz. Beba bastante água e não se esqueça de, no final do dia, também sob a orientação fonoaudiológica, fazer exercícios de desaquecimento vocal, a fim de retornar sua voz ao tom habitual. É importante lembrar que o profissional deve cuidar da sua voz não apenas em dia de uso intensivo. Os cuidados devem ser tomados todos os dias para que se mantenha a voz sempre saudável.

O aquecimento vocal tem a função de preparar o aparelho fonador para uso vocal intenso. Este procedimento melhora o funcionamento das pregas vocais, a intensidade e a projeção da voz, além de diminuir o cansaço após o uso prolongado da voz. É uma boa estratégia para manter a qualidade da voz profissional, colaborando com a saúde vocal e com a prevenção de problemas. O desaquecimento vocal permite que a voz retorne aos seus ajustes naturais, favorecendo uma emissão mais suave.

Utilizamos o aparelho fonador tanto para falar quanto para cantar, porém com ajustes bem diferentes. A técnica vocal de canto pode favorecer uma melhora na respiração, emissão e articulação, mas dificilmente propiciará efeito positivo significativo na fala. Exercícios realizados durante a aula de canto podem, em algum grau, inicialmente melhorar a voz falada. Porém, a realização da aula de canto não é o tratamento mais indicado para quem quer melhorar a voz falada. Se a queixa principal do indivíduo é a fala, as aulas de canto poderão até mesmo prejudicá-lo. O mais recomendado é procurar um fonoaudiólogo e um médico especialista.

Não. O canto e a fala exigem ajustes fonatórios distintos. Recursos vocais referentes à respiração, articulação dos sons da fala, uso de pausas, velocidade, ritmo, ressonância e projeção da voz são utilizados de formas diferentes na voz cantada e na voz falada. Porém, é importante que o cantor cuide bem de sua voz falada, pois seu uso equilibrado trará benefícios para a saúde vocal de maneira geral.

Receba novidades em sua caixa de entrada

Não perca nenhuma atualização interessante! Inscreva-se agora mesmo em nossa newsletter para receber as últimas novidades, informações exclusivas, dicas úteis e muito mais diretamente em seu e-mail.

 

Ao se cadastrar, você estará conectado(a) a um universo de conteúdo relevante sobre música. Nossa equipe dedicada está sempre buscando as informações mais recentes e envolventes para compartilhar com nossa comunidade de leitores.

Precisa de ajuda?